sábado, 30 de outubro de 2010

25% dos recifes de coral sob ameaça de extinção

Os recifes de coral, considerados as “florestas tropicais” dos oceanos, estão a enfrentar ameaças sem precedentes devido às mudanças climáticas, incluindo os danos causados pelos ciclones tropicais, cada vez mais graves, e a acidificação dos oceanos.

Estes factores são responsáveis pela perda de 20 por cento da área original de recifes, sendo que 25 por cento dos sistemas ainda existentes estão sob ameaça durante os próximos 100 anos.

Estes dados da Organização Mundial de Meteorologia (OMM) foram divulgados no relatório “Clima, Carbono e Recifes de Coral”, que alerta ainda para a necessidade da coordenação de acções internacionais para garantir a sobrevivência dos corais a longo prazo, o que implica “empenho e investimento financeiro”.
Os recifes de coral tropicais, que cobrem 0,2 por cento dos oceanos e contêm 25 por cento das espécies marinhas, têm enfrentado nas últimas duas décadas uma ameaça global crescente: o aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera.

"As emissões elevadas de CO2 levam ao aprisionamento de calor na atmosfera, o que causa o aquecimento do oceano e o consequente branqueamento de corais, provocando a sua mortalidade em massa”, explica o relatório, acrescentando que “os altos níveis de CO2 provocam a acidificação dos oceanos, o que reduz a capacidade dos recifes de coral para crescerem e manterem sua estrutura e função”.

O relatório adverte também para a necessidade de se realizarem novas investigações sobre os impactos das mudanças climáticas nos recifes de coral, a fim de dotar os organismos responsáveis pela protecção destes sistemas de novos métodos para precaver a sua extinção.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Ciência com humor vence prémio Nobel

Dupla de cientistas russos descobriram carbono que pode revolucionar a informática, mas também fizeram rãs voarem.
Uma dupla de cientistas pouco convencional foi premiada ontem (5 de Outubro) com o Prémio Nobel da Física. Os físicos de origem soviética André Geim e Konstantin Novoselov levaram a honraria por terem descoberto, em 2004, o potencial substituto do silicone na electrónica. Ao longo da carreira, ficaram famosos por terem tirado da Ciência o rótulo de ‘chatice’. Afinal, as suas pesquisas incluem rãs que levitam e fita adesiva inspirada nos lagartos.
O Comité Nobel recompensou a sua descoberta de 2004: o grafeno, um tipo de carbono extremamente fino e duro, que pode revolucionar a informática. Mas o Comité também destacou o humor dos pesquisadores. “O humor é uma de suas marcas, aprende-se sempre algo no processo e, quem sabe, pode até ganhar o maior dos prémios”, afirma o Comité no comunicado de atribuição do Nobel.
Num de seus mais famosos estudos, Geim fez rãs levitarem-se utilizando um poderoso íman, o que lhe valeu no ano 2000 dividir um prémio "Ig Nobel", a paródia americana dos prémios Nobel.
Noutra pesquisa que deu o 
 que falar, eles desenvolveram um tipo de fita adesiva sintética, mas sem cola, inspirada nos milhões de pelos das patas dos lagartos.
O próprio grafeno foi isolado com o auxílio de dois objectos simples: um pedaço de fita adesiva e uma lâmina de grafite de lápis.

 













(http://odia.terra.com.br/portal/mundo/html/2010/10/ciencia_com_humor_vence_premio_nobel_114990.html)
(http://images.nobelprize.org/nobel_prizes/physics/laureates/2010/geim_postcard.jpg)
(http://images.nobelprize.org/nobel_prizes/physics/laureates/2010/novoselov_postcard.jpg)
Daniel Cordeiro

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Biodiversidade teria diminuído em 20 % no mundo sem medidas de conservação


Um quinto das espécies estão em risco de extinção em todo o mundo. No entanto, a situação seria pior se não fossem para os actuais esforços de conservação global, de acordo com um estudo lançado na 10 ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, em Nagoya, no Japão.
O estudo envolveu 174 autores, de 115 instituições e 38 países, mas só foi possível graças ao contributo voluntário de 3000 cientistas, sob os auspícios da União Internacional para a Conservação da Natureza e de entidades como a BirdLife International, Botanic Gardens Conservation International, entre outros.
Embora confirme relatos anteriores de prejuízos contínuos vertificados na biodiversidade, este é o primeiro estudo a apresentar provas inequívocas do impacto positivo dos esforços de conservação em todo o mundo. Os resultados mostram que o estado da biodiversidade teria diminuído em pelo menos mais 20 por cento se as acções de conservação não tivessem sido tomadas.
O estudo, que será publicado na revista Science, usou dados das 25 mil espécies da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, para analisar o estado de vertebrados do mundo (mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes) e como este estatuto mudou ao longo do tempo. Os resultados mostram que, em média, 50 espécies de mamíferos, aves e anfíbios estão mais perto da extinção a cada ano, devido aos impactos da expansão agrícola, indústria madeireira, sobre exploração, e espécies exóticas invasoras. 

http://www.destakes.com/redir/ddaef6e038c8977efbb8084c6fa9a55a
http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com/_ptUuW5iOfSA/S8WWPk5GSfI/AAAAAAAAABI/eASXzp5PZlU/s1600/PANDINO.jpg&imgrefurl=http://carolineserradeagua.blogspot.com/&usg=__KxqMjYf7iSh5_JC7QWPves65yHc=&h=500&w=400&sz=27&hl=pt-pt&start=0&zoom=1&tbnid=Ql4a-znznWT9MM:&tbnh=119&tbnw=105&prev=/images%3Fq%3Despecies%2Bem%2Bvias%2Bde%2Bextin%25C3%25A7ao%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26sa%3DN%26biw%3D1024%26bih%3D542%26tbs%3Disch:1&um=1&itbs=1&iact=hc&vpx=128&vpy=91&dur=271&hovh=220&hovw=176&tx=114&ty=149&ei=upHITMqyA5e8jAei4KFh&oei=qpHITMm6PI6UjAf5iJ3oDw&esq=4&page=1&ndsp=18&ved=1t:429,r:0,s:0
Catarina Fitas

NASA descobriu uma quantidade massiva de água no pólo sul da Lua

Cientistas da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) descobriram 155 quilos de água, no estado sólido e gasoso, no pólo sul da Lua, mais concretamente na cratera Cabeus, na sequência do impacto da LCROSS (Satélite de Detecção e Observação de Crateras Lunares), em Outubro do ano passado.
Anthony Colaprete, principal investigador do programa LCROSS disse à revista Science: “É uma quantidade de água relevante e está na forma de pequenos cubos de gelo. São boas notícias porque é muito mais fácil trabalhar com cubos. Não teremos de aquecê-los muito. À temperatura ambiente de uma sala acabam por derreter, sendo possível decantar eventuais impurezas.”.
Colaprete afirma ainda que “se num raio de dez quilómetros calculado a partir do local de impacto existir 5% de água, teremos à nossa disposição cerca de 3,7 milhões de metros cúbicos. Não estou a dizer que é o que lá está, mas dá uma boa ideia da quantidade de água que lá poderá estar”.
Há que salientar que a zona onde se encontra a cratera de Cabeus, é uma das zonas mais frias do nosso Sistema Solar, podendo atingir temperaturas entre os -248ºC e os -73ºC.


Rita Brito

Cientistas propõem viagem sem volta a Marte


Quando Barack Obama tomou posse, ele afirmou que era preciso rever os projectos de voos tripulados da NASA.
Embora tenha dito que poderia ser possível enviar o homem a Marte até 2030, o efeito mais imediato da nova política espacial da NASA foi o possível cancelamento do projecto de retorno à Lua.
Imagem trabalhada computacionalmente
Mas talvez haja uma alternativa, uma missão que seja mais simples e mais barata e que viabilize a chegada do homem a Marte.
Para isso, basta que seja uma viagem sem volta, ou seja, uma viagem para astronautas que aceitem o desafio de ir para Marte sem qualquer plano de voltar à Terra.
Os físicos Dirk Schulze-Makuch e Paul Davies - que apresentaram a ideia de levar o Homem a Marte só de ida - consideram que, embora tecnicamente factível, uma missão tripulada de ida e volta a Marte é improvável num horizonte de tempo razoável - principalmente, segundo eles, porque seria um projecto incrivelmente caro, tanto em termos financeiros quanto em sustentação política.
Como a maior parte do gasto está ligado à necessidade de trazer os astronautas de volta em segurança, uma missão só de ida poderia não apenas reduzir os custos a uma fracção do projecto inicial, como também marcar o início da colonização humana de longo prazo do planeta.
Rocha curiosa encontrada em Marte.
(http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=cientistas-propoem-viagem-sem-volta-marte&id=010830101025)
(http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/imagens/010830101025-missao-marte-2.jpg)
(http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/imagens/010830101025-cranio-marte.jpg)
Daniel Cordeiro

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Lua: bilhões de litros de água esperam por alguém. Mas quem?

 
Em Outubro de 2009, a sonda norte-americana Lcross chocou contra a Lua, ejectando ao espaço grande quantidade de material aprisionado há milhões de anos no fundo de uma cratera escura. Os fragmentos em suspensão foram estudados por outra sonda que vinha logo atrás, com o objectivo de encontrar moléculas de água no material ejectado. 
Passado pouco mais de um ano, os dados revelaram que o material que foi escavado do fundo da cratera continha aproximadamente 150 litros de água. Apesar de parecer pouco, a quantidade encontrada é duas vezes maior daquela que os cientistas haviam estimado e representa apenas a água encontrada na poeira levantada do fundo da cratera.
De acordo com Anthony Colaprete, cientista chefe da Missão Lcross, junto ao Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, JPL, 150 litros pode realmente parecer pouco, mas considerando-se o potencial da cratera atingida os cientistas calculam que em seu interior deve haver pelo menos quatro bilhões de litros de água, mais que suficiente para encher 1500 piscinas olímpicas.
As descobertas foram publicadas na última edição da revista Science e mostram que além de água (em forma de vapor e gelo), a nuvem ejetada continha monóxido de carbono, dióxido de carbono, amónio, sódio, mercúrio e prata.

(http://www.viafanzine.jor.br/06imagem/lunar2.gif&imgrefurl=http://www.viafanzine.jor.br/apollo.htm&usg=__D0IwXfdeJHPiHO__eGDpze0LrwI=&h=299&w=299&sz=85&hl=pt-pt&start=2&zoom=1&tbnid=NhZslh1qNnRwnM:&tbnh=116&tbnw=116&prev=/images%3Fq%3Dimagens%2Blunares%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26biw%3D1024%26bih%3D542%26tbs%3Disch:1&um=1&itbs=1
http://www.apolo11.com/spacenews.php?posic=dat_20101025-113631.inc)

Catarina Fitas

Portugal tem o maior conjunto de fósseis de trilobites do mundo

O País entrou no mapa da paleontologia com o maior e mais completo conjunto de fósseis de trilobites do mundo. Foi descoberto na região de Arouca, perto de Aveiro, por uma equipa de paleontólogos espanhóis e portugueses. Entre os fósseis encontrados estão também os maiores exemplares conhecidos. Isto porque até agora, os restos destes seres pré-históricos, que dominaram os mares até há 250 milhões de anos, não ultrapassavam os 10 centímetros de comprimento, mas os de Arouca chegam aos 30. Alguns restos mostram que os exemplares podiam atingir mesmo os 90 centímetros. A descoberta foi publicada na revista Geology.


http://criancices.wordpress.com/2010/01/03/10-descobertas-cientificas-portuguesas-em-2009/
http://www.cm-arouca.pt/portal/images/stories/turismo/trilobite.jpg

André Silva

domingo, 24 de outubro de 2010

Rio Negro baixa seis centímetros e bate recorde, diz Serviço Geológico

          Nível chegou a 13,63 metros, em Manaus, neste domingo. Trinta e oito municípios do estado já decretaram emergência.
          O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) informou que o nível do Rio Negro baixou seis centímetros entre sábado (23) e domingo (24) e bateu um recorde histórico. Segundo o gerente de hidrologia Daniel Oliveira, o índice chegou a 13,63 metros. Antes disso, o nível mais baixo havia sido registrado em 1963: 13,64 metros. A medição é realizada há 108 anos.
Outros rios da Amazônia também registram baixas. Na sexta-feira (22), relatório do CPRM apontou baixa recorde do Rio Amazonas, na estação de medição de Parintins. Na quarta-feira (20), o nível estava 10 centímetros abaixo do menor já visto anteriormente, em 1997.
      Seca
          A seca no Amazonas já fez com que 38 dos 62 municípios do estado decretassem situação de emergência, segundo a Defesa Civil. Mais de 62 mil famílias foram afetadas pela estiagem e pelo baixo nível dos rios, informa o governo.
          Em um dos afluentes do Rio Negro, as casas flutuantes agora estão sobre o leito. Canoeiros ficaram sem trabalho. “Dois meses e meio de trabalho parado, sem renda, sem qualquer atividade”, diz Adonis Custódio.
         No encontro das águas, onde o Rio Negro se junta ao Solimões, ilhas de pedra e argila aparecem pela primeira vez.




Menino brinca em parte do leito do Rio Negro que ficou sem água, perto de Manaus.


Imagem : http://www.portalms.com.br/noticias/detalhe.asp?cod=959593585
Noticia : http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1060703&tit=Rio-Negro-baixa-seis-centimetros-e-bate-recorde-diz-Servico-Geologico



                                                                                                                                João Magalhães
      

"Ricardo", o 10º furacão da temporada

A tempestade tropical “Ricardo” ganhou força e transformou-se em furacão no mar das Caraíbas.
O “Ricardo”, o 10º furacão da temporada, está a acelerar a caminho do Golfo do México, segundo o Centro Nacional de Furacões norte-americano.
Esta tem sido uma época intensa de furacões, mas sem os estragos catastróficos de outros anos.
O furacão segue com ventos de 140 quilómetros/hora e está a cerca de 150 quilómetros do Belize.



Sofia Vieira

Epidemia de cólera já matou 220 pessoas no Haiti

Epidemia de cólera já matou 220 pessoas no Haiti
Pelo menos 220 pessoas morreram no Haiti e mais de três mil foram hospitalizadas devido à epidemia de cólera que afecta o país há vários dias, anunciaram sábado as autoridades sanitárias haitianas.
   De acordo com um balanço, feito sábado de manhã pelo director-geral do ministério da Saúde, Gabriel Thimoté, o número de mortos situava-se em 208, dos quais 194 na região norte e 14 no centro do país.
Entretanto, outras 12 pessoas morreram no hospital Saint-Nicolas de Saint-Marc, onde estão hospitalizados três haitianos.
   "O número de mortos registados neste hospital ultrapassou as 2006. No sábado registámos mais 12 mortes e 300 hospitalizações", afirmou a directora de saúde da região, Dieula Louissaint.
   A organização Médicos Sem Fronteiras de Espanha (MSF- Espanha) prometeu já instalar um hospital de campanha na cidade de Saint-Marc para onde serão enviadas as pessoas infectadas pela doença, segundo informou a directora do hospital da cidade.
  "A situação está sob controlo, a população não deve entrar em pânico", disse Jocelyne Pierre-Louis em conferência de imprensa, na qual apelou à população para que "respeite as regras de higiene".
Sábado, o presidente do Haiti, René Préval, acompanhado pelo ministro da Saúde haitiano, visitou as regiões atingidas pela epidemia onde pediu aos haitianos para que escutem os conselhos das autoridades sanitárias para evitar uma propagação da cólera.


http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1694008



                                Manuel Matos

sábado, 23 de outubro de 2010

Cientistas descobrem na Amazónia nova espécie de peixe que come madeira

Cientistas identificaram uma nova espécie de peixe que se alimenta de madeira, em expedição realizada entre 21 de Julho e 3 de Agosto deste ano. A descoberta foi feita durante o projecto "Revisão da Fauna Aquática no Parque Nacional do Alto Purus", financiado pela Fundação Nacional de Ciência.
A expedição marcou a terceira etapa de um estudo feito durante três anos para documentar a vida aquática dos departamentos de Ucayali e Madre de Dios, nas cabeceiras dos Rios Yurúa e Purus, no Peru.
Integrante da equipa de cientistas da expedição, o brasileiro Paulo Petry, professor associado do departamento de Ictiologia no Museu de Zoologia explica que os exemplares encontrados da espécie são os primeiros que permitirão a retirada de tecidos para fazer análises genéticas.
O peixe identificado é de uma nova espécie de panaque, um tipo de peixe siluriforme que come madeira, segundo Petry.
O grupo tem dentes em forma de colher, que são adaptados a raspar os troncos de árvores que caem nos rios. Petry explica que existem cerca de 12 espécies de peixes siluriformes que comem madeira, distribuídos por grandes bacias hidrográficas na América do Sul. Várias delas são endémicas e têm uma distribuição relativamente restrita. "A espécie que recolhemos é a de maior porte que se conhece, chegando a 70 cm de comprimento." - conta Petry.
Indígeneas na região do Purus já conheciam o peixe, segundo o professor. "Eles chamam-lhe  ishgunmahuan no idioma sharanahua "- diz.


http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2010/09/08/cientistas-descobrem-na-amazonia-nova-especie-de-peixe-que-come-madeira-917580192.asp


André Silva

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sismo de 3,7 na escala de Richter ao largo do Faial

     A terra tremeu hoje (22/10/10) nos Açores, com um sismo de    magnitude 3,7 na escala de Richter, que foi sentido na ilha do Faial, revelou o Instituto de Meteorologia.
O sismo ocorreu às 15h41 (16h41 em Lisboa), tendo o epicentro sido localizado a cerca de 55 quilómetros a oeste do Capelo, na ilha do Grupo Central dos Açores.
Este tremor de terra, que não provocou danos pessoais ou materiais, foi sentido com intensidade máxima II na escala de Mercalli modificada, na freguesia da Feteira, no Faial.



http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=2840

Sofia Vieira

Prata, hidrogénio e mercúrio na Lua

Cratera feita pela NASA parece «um tesouro de elementos químicos»
O solo lunar é mais rico do que pensavam os geólogos, pois contém uma variedade de elementos químicos úteis como a prata, o hidrogénio e o mercúrio, revelam as mais recentes conclusões de um projecto da NASA.
A agência espacial norte-americana lançou um engenho de 2,3 toneladas na cratera Cabeus, perto do Pólo Sul da Lua (ver imagem), que foi seguido de perto pela sonda LCROSS. A sonda analisou os materiais projectados pelo embate do engenho, que causou um buraco de 20 a 30 metros de diâmetro na superfície lunar.
Em comunicado, a NASA refere que "o solo lunar é rico em materiais úteis” e que a Lua é “quimicamente activa e provida de um ciclo de água". Já em Novembro, a agência anunciara a detecção de quantidades importantes de água gelada.
As mais recentes análises a fragmentos e poeiras demonstram que o solo lunar contém não só água quase pura, sob a forma de cristais de gelo em certos locais, mas também hidróxido, monóxido de carbono, dióxido de carbono, metano, amoníaco, sódio, prata, hidrogénio e mercúrio.
"A cratera parece um tesouro de elementos químicos", salienta o geólogo Peter Schultz, principal autor de uma das seis comunicações sobre a descoberta que são publicadas na edição de hoje da revista Science.
A maior parte dos elementos resulta do bombardeamento incessante da Lua por cometas e meteoritos, desde há milhares de anos. A toxicidade do mercúrio, detectado em grandes quantidades, pode agora, no entanto, ser um problema para a exploração humana na Lua, segundo os cientistas.


22-10-2010

Daniel Cordeiro

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Turista capta baleia mãe a saltar com o filho

Uma baleia e o seu filhote apareceram no ar juntos, num raro momento captado pela máquinha fotográfica de um turista. A imagem foi publicada pelo Daily Mail.
Foi o turista Ian Keenleyside que conseguiu fotografar as baleias, na costa de Brisbane, na Austrália.
«Estava com um amigo num barco quando demos conta que havia baleias perto de nós. Pareciam completamente relaxadas por estarmos ali e chegaram muito perto, a cerca de 20 metros de nós», disse Ian Keenleyside.
«Não é fora do vulgar ver baleias, mas nunca tinha visto a baleia mãe e o filhote virem à superfície juntos», acrescentou o turista.
Ian Keenleyside disse ainda que se sentiu «extremamente privilegiado por ver um espectáculo natural de tão perto». 
 http://www.tvi24.iol.pt/portal-iol/tvi24-baleia-australia-turista-espectaculo-ian-keenleyside/1201249-5281.html
http://www.dailymail.co.uk/news/article-1322146/Having-whale-time-Mother-calf-leap-air-lucky-British-tourist.html?ito=feeds-newsxml
Fotos de autoria de Iria Keenleyside

Catarina Fitas

Espécies desconhecidas da ciência registadas na Nova Guiné

Expedição organizada pela National Geographic Society revela biodiversidade da Indonésia

2010-05-18

Uma rã «Pinóquio», uma nova pomba imperial e o mais pequeno marsupial do mundo
Uma rã «Pinóquio», uma nova pomba imperial e o mais pequeno marsupial do mundo
Uma expedição científica às montanhas Fojas, na província de Papua, Ilha Nova Guiné, Indonésia, revelou espécies até agora desconhecidas da ciência. Inserido no projecto Rapid Assessment Program (RAP), este estudo é agora divulgado pela Conservação Internacional (CI) e pela National Geographic Society, na semana que se assinala o Dia Internacional da Biodiversidade (próximo sábado, 22 de Maio).

Entre as surpreendentes espécies encontradas estão o marsupial mais pequeno do mundo e uma rã com nariz retráctil. Diversos mamíferos e insectos, bem como um novo pássaro fazem parte da lista de descobertas que está a entusiasmar a comunidade científica.

A expedição, realizada no final de 2008, juntou vários biólogos que tiveram de enfrentar chuvas torrenciais e várias inundações, segundo informa o CI/RAP. Entre as espécies desconhecidas da comunidade científica, encontram-se vários animais curiosos. Um dos que chamou mais a atenção foi o sapo (Litoria sp. nov.) de nariz retráctil (ou nariz de Pinóquio, como os próprios biólogos o apelidaram). Um morcego que se alimenta do néctar das flores, um rato pequeno e uma borboleta preta e branca encontram-se entre as descobertas.

Mas as duas maiores surpresas para os cientistas terão sido a descoberta de um par de pombas imperiais (Ducula sp. nov.) e de um “wallaby”, parente do canguru, e o mais pequeno marsupial até agora registado. Esta expedição teve o apoio financeiro e científico da National Geographic Society, do Smithsonian Institution e do Instituto Indonésio das Ciências.

As montanhas Foja estão situadas na província de Papua, Nova Guiné, e têm uma área de mais de 300 mil hectares de floresta tropical praticamente inexplorada. É um dos locais mais importantes na actualidade em termos de biodiversidade.

Inês Santos

Cientistas apresentam mamute bebé congelado

Um bebé mamute encontrado no Permafrost (região permanentemente congelada) no noroeste da Sibéria pode ser o espécime mais bem preservado já achado até hoje.
A carcaça congelada deverá ser enviada ao Japão para um estudo detalhado. O bebé fêmea, de seis meses de idade, foi encontrado na península Yamal, na Rússia, e teria morrido há 10 mil anos.
O tronco e os olhos do animal estão intactos. Ele também conserva um pouco dos seus pêlos longos.
O mamute é um membro extinto da família dos elefantes. Os adultos possuíam presas longas e curvadas e uma cobertura de pelos longos.
O espécime encontrado na Sibéria, com 30 cm de comprimento e 50 kg de peso, data do final da última Era Glaciar, quando os gigantescos animais foram extintos do planeta.
Ele foi descoberto por um pastor de renas em Maio deste ano. Yuri Khudi encontrou a carcaça perto do rio Yuribei, no distrito autónomo russo de Yamal-Nenets.



Cauda desaparecida
Na semana passada, uma delegação internacional de especialistas reuniu-se na cidade de Salekhard, perto do local da descoberta, para fazer um exame preliminar no animal.
"O mamute não tem defeitos excepto na cauda, que foi arrancada", disse Alexei Tikhonov, vice-director do Instituto de Zoologia da Academia Russa de Ciências, um dos membros da delegação.
"Em termos do seu estado de preservação, esta é a descoberta mais importante do mundo", disse ele.
Larry Agenbroad, director do Mammoth Site do centro de pesquisas de Hot Springs, em Dakota do Sul, nos Estados Unidos, disse: "Encontrar um mamute jovem em qualquer estado é extremamente raro." Agenbroad acrescentou que sabia de apenas três outros espécimes.
Alguns cientistas têm esperança de que esperma bem preservado ou outras células contendo DNA viável possam ser usadas para ressuscitar o mamute.
Apesar das dificuldades, Agenbroad continua optimista sobre as possiblilidades de clonagem.


http://www.acemprol.com/download/file.php?id=4481
http://www.postmania.org/wp-content/uploads/2008/01/img_anim_001.jpg
http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1748733-EI319,00.html

André Silva

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Resgate dos mineiros do chile

                

Mineiros Soterrados - Chile 

O dia 13 de outubro marcou o fim do drama dos 33 mineiros presos em uma mina de cobre no norte do Chile, na qual estavam soterrados a uma profundidade de 700 metros desde 5 de agosto.

O resgate com sucesso de todos os operários em segurança durou pouco mais de 22 horas. A saída do primeiro mineiro, Florencio Ávalos, aconteceu às 0h11. Daí para a frente, em uma operação sem precedentes na história da mineração mundial, uma cápsula especial foi utilizada para retirar as vítimas restantes do acidente.

" http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/10/cobertura-completa-o-resgate-dos-33-mineiros-no-chile.html "

                                                                             Ana Costa nº3 10ªA

Sismo de 6.0 na Escala de Ritcher sentido em Portugal

Epicentro a 265km de Lisboa. Sentido em várias zonas do país. Seguiram-se oito réplicas de menor intensidade.

Um sismo de 6.0 na escala de Richter foi sentido durante vários segundos ao início da madrugada em várias zonas do país.
Segundo o Sistema Geológico dos Estados Unidos (USGS), tratou-se de um terramoto com magnitude de 5.7, ocorrido às 01:37, 100 km a Oeste-Sudoeste do Cabo de S. Vicente, a 185 km de Faro e 265 km de Lisboa, a 10 quilómetros de profundidade. O Instituto de Meteorologia aponta para um grau de 6.0.

O maior sismo em 40 anos
Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido em todo o território do Continente, verificando-se que a intensidade máxima foi de V (escala de Mercalli modificada) na região de Lagos e Portimão.
A Autoridade Nacional de Protecção Civil registou, até às 03:47, oito réplicas do sismo sentido à 01:37 em Portugal Continental, todas de magnitude inferior e que não provocaram danos, refere a Lusa.
Pedro Araújo, comandante de permanência às operações do Comando Nacional da Autoridade de Protecção Civil, adiantou que a magnitude das réplicas variou entre 1,3 e 2,3 na escala de Richter e foram sentidas em todo o território de Portugal Continental.
O sismo teve a duração de alguns minutos, mas apenas foi sentido pelas pessoas durante cinco a oito segundos.
Na capital, o abalo foi sentido com intensidade, mas há registos em várias zonas do país, nomeadamente no Alentejo e Algarve, mas também no centro e norte do país.
Segundo relatos publicados no site da USGS, pessoas sentiram o sismo em locais como Abrantes, Aveiro, Seia e Vila Nova de Gaia, ou Rabat e Tetouan (Marrocos) e Sevilha e Huelva (Espanha).

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/terramoto--sismo-lisboa-portugal-tvi24/1110687-4071.html
http://www.netxplica.com/images/tectonica/sismo.17-12.1.jpg

André Silva



terça-feira, 19 de outubro de 2010

Cheias no Vietname já fizeram 41 mortos

Pelo menos 41 pessoas morreram e 15 foram dadas como desaparecidas nas inundações que atingiram o centro do Vietname.
A Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho lançou na segunda-feira um apelo de fundos de mais de um milhão de francos suíços (cerca de 770 milhões de euros) para ajudar meio milhão de sinistrados.
Todas as vítimas foram contabilizadas nas províncias de Nghe An, Quang Binh e Ha Tinh, onde um veículo foi arrastado na segunda-feira pela água. Pelo menos 15 dos seus passageiros desapareceram.  
"Pensamos que o veículo transportava entre 33 e 37 pessoas, das quais 18 foram salvas", afirmou Tran Van Long, chefe-adjunto da polícia no distrito de Nghi Xuan em Ha Tinh, acrescentando que "o veículo ainda não foi localizado devido às fortes correntes".  
A circulação rodoviária, nomeadamente na estrada nacional Norte-Sul, e ferroviária regista perturbações, chegando mesmo a ser interrompida.  
As autoridades locais multiplicaram esforços para garantir a segurança dos residentes e fornecer alimentos, água potável, medicamentos e coletes salva-vidas às pessoas que vivem na região atingida.  
Na segunda-feira, as autoridades indicaram que 150 mil casas e centenas de milhares de hectares de culturas ficaram inundadas e que pelo menos 116 mil pessoas foram retiradas.  
No início de Outubro, as inundações tinham já feito pelo menos 64 mortos e causaram danos materiais no valor de mais de 100 milhões de dólares nesta região, uma das mais pobres do país, frequentemente atingida por catástrofes naturais.   





Beatriz Fonseca

Desenhos enigmáticos encontrados no Peru

















Uma investigadora italiana diz ter encontrado um conjunto significativo de geoglifos, junto ao lago Titicaca, no Peru. A notícia é avançada pelo site da Discovery News.
E o que são geoglifos? São figuras grandes, mais de quatro metros, desenhadas no chão (sejam montanhas ou planaltos) e podem resultar da intervenção humana ou de uma conjugação de cores e relevos da natureza. Os desenhos só podem ser vistos a partir de uma determinada altura.
Aliás, o facto de não serem visíveis do chão, mas serem desenhados no chão, é um dos mistérios que rodeiam estas figuras.
Os geoglifos detectados agora por Amelia Carolina Sparavigna, uma investigadora da Universidade de Turim têm formas de pássaros e outros animais e ficam perto do Lago Titicaca, dividido pelo Peru e pela Bolívia. As imagens enigmáticas foram captadas com a ajuda do Google Earth.
Depois de analisar as formas, Amelia concluiu que foram desenhadas por comunidades andinas há vários séculos.
Estas figuras foram as últimas a ser descobertas, mas há registo de muitas mais em várias zonas do Mundo.
 (http://www.tvi24.iol.pt/ambiente/geoglifos-peru-desenhos-investigadora-google-tvi24/1199506-4070.html)
Catarina Fitas

Inundações na Rússia provocam pelo menos sete mortos

  As inundações provocadas por fortes chuvas causaram pelo menos sete mortos e sete desaparecidos na região de Krasnodar, no sul da Rússia.
  "Sete pessoas morreram e sete estão desaparecidas devido a chuvas torrenciais na região de Krasnodar", informa o Ministério para Situações de Emergência da Rússia.
  Segundo este ministério, o aumento brusco do caudal de dois rios provocou a inundação de 30 povoações, obrigando à retirada de 300 pessoas e à declaração do estado de calamidade.  
  O Departamento local da Procuradoria-Geral da Rússia anunciou que pelo menos morreram nove pessoas. 


Fonte:http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1687719
                http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=226600

                                                                                                                                                
                                                                                                                                                      Alice

Tempestade abre cratera gigante na capital da Guatemala

Geólogos acreditam que solo rico em calcário aliado a chuvas terá sido a causa do fenómeno

02-06-2010

    O Governo da Guatemala disponibilizou esta imagem impressionante, em que se pode ver uma cratera circular de sessenta metros de profundidade que se abriu repentinamente na capital do país, apenas uma hora depois da tempestade tropical Agatha.

   O buraco, com 30 metros de diâmetro, engoliu três casas e arrastou até à profundidade pelo menos duas pessoas. Um terceiro indivíduo está desaparecido há centenas de desalojados.
 
     Os geólogos, que examinaram o fenómeno, asseguram que a forma circular perfeita sugere a existência prévia de covas subterrâneas. No entanto, ainda não existem respostas concretas para explicar este mistério.

“Posso assegurar o que não é. Não se trata de uma falha geológica nem de um resultado de um terramoto. É tudo que sabemos. Para investigarmos mais temos de descer”
       Explicou David Monterroso, engenheiro e geofísico da Agência Nacional da  Guatemala para os Desastres Nacionais.

    Crateras como as da imagem formam-se em sítios em que o subsolo é rico em calcário, sais ou outras rochas solúveis e que se dissolvem facilmente em contacto com a água.

    Neste caso, acredita-se que a tempestade tropical Agatha alimentou uma corrente subterrânea que foi minando e destabilizando o terreno que acabou por se afundar na totalidade.

Fonte: Ciência Hoje
Rodrigo Girão

 

Sismo em Itália

“O sismo, que aconteceu de madrugada e atingiu uma de magnitude 6,3 na escala de Richter, terá feito também cerca de 50 mil desalojados na cidade de L'Aquila, a mais atingida, cerca de 95 km a leste de Roma, na região montanhosa de Abruzzo.[…]
A ANSA citou equipas de socorro no terreno que deram conta de terem registado 92 mortos cerca de 12h depois de o terramoto ter ocorrido.
A maioria das vítimas foi encontrada em L'Aquila, uma cidade de montanha do século XIII, e cidades circundantes da zona de Abruzzo, onde 26 povoações foram severamente atingidas.
Casas, igrejas históricas e outros edifícios ficaram destruídos no pior sismo a atingir a Itália em quase 30 anos.
Há centenas de pessoas feridas e cerca de 15 mil edifícios foram declarados inabitáveis. Só na pequena cidade de Onna morreram dez pessoas, segundo um fotógrafo da Reuters que viu uma mãe e a sua filha serem transportadas no mesmo caixão.[…]”


Fonte: Público, 06 de Abril de 2009 às 14:02

Carolina Carvalho

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Filipinas: Passagem do tufão «Megi» faz pelo menos 5 mortos

Tufão Megi afeta o norte das Filipinas
Pelo menos cinco pessoas morreram hoje na sequência da passagem do tufão “Megi” pelo norte da ilha de
Luzón, a maior das Filipinas, segundo um novo balanço oficial.
O primeiro balanço das autoridades locais dava conta de uma vítima mortal, um pescador que morreu afogado num rio, na cidade de Tuguegarao (norte).

Dezenas de pessoas ficaram feridas em múltiplos incidentes provocados pelo tufão, nomeadamente inundações, deslizamento de terras e cortes de estradas.
Mais de três mil pessoas foram retiradas das zonas costeiras de Cagayan e Isabela e cerca de 16 voos domésticos foram suspensos.
O temporal também provocou danos na rede elétrica nacional, deixando sem luz mais de três milhões de pessoas em seis províncias do norte do país.
O tufão, que atingiu hoje a ilha com ventos superiores a 269 quilómetros/hora e chuvas intensas, já está a perder força, de acordo com as mesmas fontes.
Nas últimas horas, o “Megi”, de categoria quatro numa escala de cinco, registou ventos de 180 quilómetros/hora. O “Megi” é o décimo tufão que atinge este ano as Filipinas. Em julho passado, mais de 100 pessoas morreram no país durante a passagem de outra tempestade.

Diário Digital / Lusa

 http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=10&id_news=474123&page=1

                                                                                                                Rita Brito

193 Paises reunem-se em Nagoya para tentar salvar a biodiversidade

Representantes de 193 países reúnem-se a partir desta segunda-feira (18) em Nagoya, centro do Japão, para esboçar um plano destinado a frear a erosão da diversidade biológica, ou biodiversidade, o “tecido vivo do planeta”. A 10ª Conferência das partes da Convenção sobre a Diversidade Biológica deverá durar 12 dias, com a participação do conjunto de países que firmaram este tratado aprovado na Cúpula da Terra, a Eco-92, realizada no Rio de Janeiro. A exploração exagerada dos recursos, a poluição, a modificação dos habitats, as espécies exóticas invasoras e a mudança climática ameaçam numerosas espécies animais e vegetais.
              Nagoya          Francisco Almeida                      

Descoberta nova espécie de mamífero em Madagáscar

Uma nova espécie de mamífero, Salanoia durrelli, foi descoberta na ilha de Madagáscar, algo que já não acontecia há 24 anos, revelou hoje a Conservation International. O carnívoro poderá ser um dos mais ameaçados do mundo, alerta a organização.
O pequeno carnívoro castanho, que pesa pouco mais de um quilo, foi encontrado nas zonas húmidas que rodeiam o Lago Alaotra, na região Centro da ilha. Ao que se sabe, esse é todo o seu território. Pertence a uma família de carnívoros que só se sabe existir em Madagáscar.
O animal foi avistado pela primeira vez quando nadava num lago por uma equipa de investigadores da Durrell Wildlife Conservation Trust que participava numa campanha de monitorização de lémures, em 2004. Depois de analisar o animal, a equipa suspeitou que esta se tratava de uma espécie nova. No Museu de História Natural de Londres, os investigadores analisaram espécimes de Salanoia concolor e concluíram que aquela era mesmo uma espécie diferente.

Apesar de esta ser uma boa notícia, o futuro deste carnívoro pode não ser muito risonho. Na verdade, o seu futuro enquanto espécie é “incerto porque as zonas húmidas do Lago Alaotra estão extremamente ameaçadas pela expansão da agricultura (com pesticidas e fertilizantes), incêndios e plantas e peixes exóticos invasores”, refere Ralainasolo. “Provavelmente é um dos carnívoros mais ameaçados do mundo”, alerta a Conservation International, em comunicado.
                                                                                    http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1460599

Sofia Vieira

Grande Sismo que deitou abaixo o México e a Califórnia

Um sismo com mais de sete graus na escala de Richter sacudiu o norte do México e parte da Califórnia.
Dezenas de réplicas foram sentidas na costa oeste norte-americana, algumas chegaram até a atingir cinco graus.
Com esta catastrofe, duas pessoas morreram no México e outras cem ficaram feridas.
A cidade de Mexicali foi a que mais danos materiais registou. O fornecimento de electricidade foi suspenso em várias zonas do país, várias estradas foram destruídas e alguns edifícios ruíram.
O epicentro do tremor de terra registou-se na localidade de Guadalupe Victoria, a uns 170 quilómetros da cidade de Tijuana, na fronteira com os Estados Unidos.
Na Califórnia, o tremor de terra causou o pânico junto da população, mas não provocou danos materiais importantes.
O abalo telúrico e as réplicas foram sentidos com intensidade em Los Angeles, Las Vegas, Phoenix e San Diego. De acordo com as testemunhas, o primeiro sismo durou entre 30 e 45 segundos e dizem que se fez sentir tão rápido que, de um momento para o outro, começaram a sentir o chão a mover-se, as paredes a ruir e um grande ruído.
Segundo estudos feitos por pessoas especializadas, o sismo foi um dos mais fortes registados na Califórnia desde 1992.






Fonte: http://pt.euronews.net/2010/04/05/tremor-de-terra-de-grau-7-surpreende-mexico-e-california/


Diogo Santos



Estilo de vida em Portugal requer 2,5 planetas

Pegada ecológica do país caiu entre 2005 e 2007, mas défice ambiental ainda é elevado, segundo a WWF.

    Portugal reduziu, entre 2005 e 2007, o peso ambiental que representa para o mundo. Mas, ainda assim, seriam necessários dois planetas e meio para suportar o estilo de vida dos portugueses, se toda a população mundial vivesse da mesma forma.

    Estes dados constam do relatório Planeta Vivo 2010, apresentado ontem (13-10-2010)  pela organização ambientalista internacional WWF. O relatório é publicado a cada dois anos e apresenta, entre outros dados, a "pegada ecológica" de cada país - uma estimativa da superfície terrestre necessária para suportar o nível de vida de uma população.

    Segundo este cálculo, cada habitante de Portugal necessita de 4,47 hectares para obter os alimentos que consome, a água que bebe, para abrigar as construções que utiliza e para absorver o dióxido de carbono que lança para a atmosfera.

     Em 2005, a pegada ecológica do país era de 4,7 hectares por habitante. A pegada carbónica, representada pelas emissões de dióxido de carbono, foi a parcela que mais caiu entre 2005 e 2007. Por outro lado, a pegada das pescas aumentou.

    Com o resultado de 2007, Portugal fica na 39.ª posição no ranking da pegada ecológica. Os Emirados Árabes Unidos estão em primeiro. Os Estados Unidos ficam em quinto. Timor-Leste está na 153.ª posição.

    A biocapacidade de Portugal - a capacidade regenerativa dos seus recursos - é estimada em 1,3 hectares por pessoa, bem abaixo dos 4,5 hectares necessários para as necessidades actuais da população. Em 2005, a biocapacidade estava em 1,2 hectares.

    A nível mundial, também há um défice entre o consumo da população e a capacidade de o sustentar indefinidamente. A organização não-governamental Global Footprint Network, responsável pelos cálculos da pegada ecológica, determina periodicamente em que dia a Terra já esgotou os recursos de que teoricamente dispunha num determinado ano. Em 2010, esta data foi 21 de Agosto. A partir desse dia, os recursos estão, em tese, a ser hipotecados ao futuro.

    A pegada ecológica fornece uma imagem imediata da sustentabilidade de um país ou do planeta. Mas muitos especialistas criticam a sua forma de cálculo, que é fortemente influenciada pelas emissões de gases com efeito de estufa.


Rodrigo Girão

Sismo no Haiti


Poderá demorar vários dias até se conhecer o número exacto de vítimas do violento terramoto que devastou a capital do Haiti, Port au Prince. Segundo a Cruz Vermelha Internacional, 3 milhões de pessoas foram afectadas - isso é um terço da população. Milhares podem ter morrido.
Estima-se que centenas de pessoas possam estar soterradas nos escombros, fala-se em muitas mais centenas de feridos e sabe-se que milhares ficaram desalojados na sequência do abalo, que durou quase um minuto e registou uma magnitude de 7,0 na escala de Richter. Três horas depois do primeiro tremor, às 4h53 da tarde de ontem, terça-feira (21h53 hora de Lisboa), já se tinham seguido mais de dez réplicas, a mais forte das quais com uma intensidade de 5,9.
 
Mário